08/03/2012

Nome indicado pela presidente para retornar ao cargo de diretor-geral da ANTT foi recusado pelo Senado

A presidente Dilma Rousseff lamentou a rejeição do Senado à recondução de Bernardo Figueiredo ao cargo de diretor-geral da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), mas disse que respeita a decisão da Casa. A presidenta deverá enviar outro nome para apreciação do Senado. As informações são do porta-voz da Presidência da República, Thomas Traumann.

Ontem, o Senado rejeitou a indicação da presidenta para a recondução de Bernardo Figueiredo à diretoria-geral da ANTT. A votação no plenário terminou com 36 votos contra a recondução, 31 a favor e 1 abstenção.

O resultado veio após longa discussão na qual diversos senadores acusaram Figueiredo de estar sob suspeição por causa de irregularidades apontadas na agência pelo TCU (Tribunal de Contas da União).

A rejeição ao nome de Bernardo Figueiredo foi interpretada por parlamentares como sinal da insatisfação de partidos da base aliada com o governo. Após o resultado, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), reconheceu que muitos senadores dos partidos que dão apoio à presidenta Dilma estão insatisfeitos com a maneira como vêm sendo tratados pelo governo. Segundo ele, os aliados reclamam que não são recebidos pelos ministros e não têm suas demandas analisadas.

O novo indicado da presidenta para a direção-geral da ANTT terá que passar por sabatina e aprovação na Comissão de Infraestrutura do Senado antes de ter o nome analisado pelo plenário da Casa.

PF realiza ação contra tráfico de drogas

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira a Operação Progresso, de combate ao tráfico internacional de drogas. Durante a operação, da qual participaram 80 policiais federais nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, foram presas 19 pessoas. Uma ainda esta foragida.

Foram expedidos ainda 17 mandados de busca e apreensão, a serem cumpridos nos municípios de Passo Fundo, Erechim e Porto Alegre (RS), além de Caçador (SC) e Foz do Iguaçu (PR).

A operação teve início no mês de julho de 2011. Após oito meses de investigação os policiais federais prenderam 14 pessoas em flagrante, realizaram a apreensão de aproximadamente 37kg de cocaína, 332 kg de maconha e 11 veículos.

Foi constatado que praticamente duas famílias atuavam no tráfico de drogas. Um homem, sua mãe e esposa traficavam drogas no Bairro Progresso, em Erechim. Em Foz do Iguaçu e Caçador um pai e dois filhos foram presos, sendo que um terceiro filho já havia sido preso em janeiro deste ano com 11kg de cocaína.

Um homem assassinado a tiros na semana passada em Erechim também era investigado durante a operação. Ele morava na cidade e era proprietário de um lava a jato de veículos, também no Bairro Progresso.

02/03/2012

Us

Novas ondas, novos mares
o vento do norte indica
que pela frente vem algo grande
algo inexplicável
algo imensurável
algo. Expect Us.